ACADEMIA EURO PHISIC

ACADEMIA EURO PHISIC

FARMÁCIA MAIS SAÚDE

FARMÁCIA MAIS SAÚDE
AGORA TAMBÉM EM CUPIRA AO LADO DO BANCO DO BRASIL

BAR DO MATUTO

BAR DO MATUTO

VAREJÃO F.FRANGO

VAREJÃO F.FRANGO
BAIRRO NOVO HORIZONTE

FARMÁCIA POPULAR DE CUPIRA

FARMÁCIA POPULAR DE CUPIRA

ABATEDOR MÃE RAINHA

ABATEDOR MÃE RAINHA

O MELHOR DE CUPIRA É IVONALDO PROIMAGEM

O MELHOR DE CUPIRA É IVONALDO PROIMAGEM
CASAMENTOS,ANIVERSÁRIOS,BATIZADOS,FORMATURAS E OUTROS EVENTOS

SABOR CASEIRO

SABOR CASEIRO
AV.GOVERNADOR PAULO GUERRA-NOVO HORIZONTE-CUPIRA-PE

domingo, 11 de dezembro de 2016

PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DE CABOS E SOLDADOS É PRESO DURANTE ASSEMBLEIA


prisao-alberisson-agreste-violento-2

Policiais e bombeiros militares realizam, nesta sexta-feira (9), uma assembleia na área da praça do Derby – no bairro de mesmo nome, na região Central do Recife. Durante o ato, ainda na concentração, policiais militares prenderam administrativamente o presidente e vice-presidente Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE), Albérisson Carlos e Nadelson Leite, respectivamente.
prisao-alberisson-agreste-violento-1

A prisão aconteceu quando Albérisson discursava, no carro de som utilizado no movimento. Agentes do Quartel do Derby fizeram a prisão e os policiais que estavam no ato reagiram com gritos contra a detenção. Participam a Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados Policiais e Bombeiros Militares (ACS), Associação de Praças dos Policiais e Bombeiros Militares de Pernambuco (Aspra-PE), Associação de Bombeiros Militares de Pernambuco (ABM-PE) e Associação dos Militares Estaduais (AME).

A expectativa é que o carro de som saia do local em direção ao Palácio Campo das Princesas. A manifestação pede a valorização profissional, equiparação com salário recém-conquistado pelos policiais civis, além dos “penduricalhos” – que seriam os bônus que os militares recebem; eles querem que seja considerado subsídio, ao invés de bonificação.
prisao-alberisson-agreste-violento-3

“Esse posicionamento da Justiça é compreensível e aceitável, mas pode ser contestado. O Governo do Estado não deveria dar essa condução porque isso é muito ruim para o estado democrático de direito. Albérisson foi preso sem nem ter deliberado greve”, comentou o deputado Joel da Harpa, presente no ato. “Os policiais e bombeiros militares estão aqui desarmados e em um movimento reivindicatório. De uma forma arbitrária, parecendo que estamos de volta à ditadura militar, o companheiro foi preso.”

De acordo com a Procuradoria Geral do Estado, é vedada a sindicalização e a greve por parte dos militares. Por conta disso, a PGE havia pedido à Justiça uma tutela por conta da possibilidade de deflagração de greve. O desembargador José Fernandes Lemos havia determinado que as quatro associações que representam os policiais e bombeiros militares “se abstenham de realizar reunião, assembleia ou qualquer evento que tenha por objetivo reunir ou patrocinar a deflagração de greve de militares estaduais ou qualquer outro movimento que comprometa a prestação do serviço de segurança pública”. A multa estabelecida havia sido de R$ 100 mil em caso de descumprimento.

Em áudio divulgado na manhã desta sexta-feira pelo WhatsApp e recebido pelo portal FolhaPE, Albérisson havia confirmado sua presença na assembleia no Derby e comentado a possibilidade de prisão. “Todos são bem que há uma intenção de prender tanto a mim quanto Nadelson [Leite, vice-presidente da ACS] desde ontem [quinta-feira, 8]”, afirmou.

O mandado de prisão havia sido pedido pela própria Polícia Militar, segundo consta no processo 0033093-44.2016.8.17.0001 da Justiça Militar. A ação foi movida contra Albérisson e Nadelson com classe de auto de prisão em flagrante e assunto de prisão preventiva.00

De acordo com o advogado de Nadelson e coordenador jurídico da ACS, Eduardo Morais, os dois presos foram levados para a sede da Companhia Independente de Operações Especiais (Cioe). “Até agora, a gente não sabe o motivo da prisão. Estamos acionando o Ministério Público e também a Corregedoria porque queremos saber o motivo”, afirmou.

Morais ainda disse que Nadelson e Albérisson foram retirados do carro de som sem ter sido explicada a tipificação do crime. “Quando alguém é preso com arma ou droga, o policial dá voz de prisão pelo ato criminoso. Aqui, eles foram conduzidos ‘na tora’, como na ditadura de 1964.”

Ainda segundo Morais, o Estado levou uma representação por crime militar no plantão da Justiça criminal na quinta-feira, que teria sido indeferido. “Hoje [sexta-feira], foi novamente representado na Justiça Militar, que pedia vistas ao Ministério Público. Ou seja, não saiu decisão ainda. Prenderam ele na ‘tora'”, reafirmou.
Oposição

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) condena a prisão do presidente e vice-presidente da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco. Para os parlamentares, o momento é de se construir o diálogo. Em nota, os parlamentares ainda afirmam que a medida não contribui para que o Governo do Estado e os agentes de segurança cheguem um acordo.


(Com informações da Folha de Pernambuco)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.