ACADEMIA EURO PHISIC

ACADEMIA EURO PHISIC

FARMÁCIA MAIS SAÚDE

FARMÁCIA MAIS SAÚDE
AGORA TAMBÉM EM CUPIRA AO LADO DO BANCO DO BRASIL

BAR DO MATUTO

BAR DO MATUTO

VAREJÃO F.FRANGO

VAREJÃO F.FRANGO
BAIRRO NOVO HORIZONTE

FARMÁCIA POPULAR DE CUPIRA

FARMÁCIA POPULAR DE CUPIRA

ABATEDOR MÃE RAINHA

ABATEDOR MÃE RAINHA

O MELHOR DE CUPIRA É IVONALDO PROIMAGEM

O MELHOR DE CUPIRA É IVONALDO PROIMAGEM
CASAMENTOS,ANIVERSÁRIOS,BATIZADOS,FORMATURAS E OUTROS EVENTOS

SABOR CASEIRO

SABOR CASEIRO
AV.GOVERNADOR PAULO GUERRA-NOVO HORIZONTE-CUPIRA-PE

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Sobrevivente, zagueiro Neto ainda não sabe sobre acidente com avião da Chapecoense


A tragédia com a Chapecoense ainda não é uma realidade para o zagueiro Neto. Dentre os quatro brasileiros que sobreviveram à tragédia, ele ainda é o que mais preocupa. No entanto, Neto já está há mais de 24 horas respirando espontaneamente e já consegue conversar. Mas a conversa foi uma surpresa para os médicos. O zagueiro ainda não sabe que o avião caiu.


Na noite deste sábado, o “Jornal Nacional” revelou que Neto perguntou várias vezes aos médicos como foi a partida contra o Atlético Nacional e o que aconteceu durante o jogo para provocar todos os ferimentos que teve. De acordo com Carlos Mendonça, médico da Chapecoense que acompanha o tratamento com os quatro sobreviventes em Medellín, há uma orientação dos psicólogos para evitar contar ao zagueiro tudo o que ocorreu.


– Tem uma recomendação da psicóloga para não se dizer ainda para evitar um choque emocional que seria prejudicial para a atual recuperação clínica nesse momento. A gente está aguardando até uma opinião mais avalizada, que é a da psicóloga – disse Carlos Mendonça, médico da Chapecoense.


Os outros três brasileiros sobreviventes continuam em evolução. Em entrevista coletiva realizada neste sábado, em Medellín, a comissão médica informou que não foi necessário ampliar a amputação da perna direita de Jackson Follmann, que se manteve estável. O jornalista Rafael Henzel, sem sinais de piora clínica, foi tirado da unidade intensiva e levado para o quarto, aguardando últimos exames e a logística para voltar a Chapecó.


A partir deste domingo os médicos preparam os pacientes para o retorno ao Brasil. O melhor quadro de momento não significa a prioridade no transporte. Os trabalhos serão feitos de acordo com a particularidade de cada aeronave disponibilizada. Com Globoesporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.